Deuteronômio

Há dois caminhos
que podia escolher.
Eles não dependem
um do outro.
Bastava eu
minha vontade obedecer
e escolheria um trajeto
ou outro.

O primeiro era
agradável e bonito,
cheio de
oportunidades vantajosas.
Como era desejoso
o deleite visto,
parecia uma estrada
muito espaçosa.

Contudo
aquela via
à morte levava,
e só isso vi
quando escolhi
a outra sorte.
Era um atalho fácil
para o sucesso,
mas com destino horrível,
confesso.

O outro caminho
era apertado e árduo,
cheio de dificuldades e provações.
Parecia não valer
as mui aflições,
todavia disse Deus
“Eu te guardo.”

Assim Moisés
terminou Deuteronômio,
concluiu os cinco livros do Pentateuco.
Decidi seguir
o conselho desse sábio,
percorrendo estou
o caminho estreito.

Natanael Melo