Ezequiel

Ai daqueles que
faltam àqueles
o que é necessário.
Até o ordinário
se negam a dar,
ruindade sem par!

Nada lhes falta,
tudo lhes sobra,
ainda com a cobra
vão – ela se exalta.
Ai desses homens,
rebeldes às ordens!

Se lhes sobeja
é para que se veja
a mui maldade,
a infidelidade
deles ao Senhor.
Receberão horror!

Lhes será tirado
do pouco ao tudo,
domínio do mundo,
sem pasto, grado.
Enfim, serão zeladas
as ovelhas amadas.

Enviará Davi
para pastorear ali.
Haverá aliança
depois dança,
pois felizes estarão
por terem salvação!

Ouçam vós, bodes,
falsos mestres:
que se frustre
o gozo dos odes,
pestes, pagãos;
em tudo sois vãos.

Naquele Dia
que luz irradia
todos hão de ver
a glória do poder
do Pastor,
do Libertador!

Natanael Melo