Não me deleito

Vossas mãos estão em sangue,
Vossas roupas em iniquidade,
Vossas festas não Me agradam,
Vossas celebrações Me enojam
Vossos sacrifícios são
desperdício

Ai de vós que se gabam em roupas
Ai de vós que se acham melhores
Ai de vós que amam a letra
Ai de vós que não Me conhecem
Ai de vós que supõem Me obedecer
e não o fazem

Se és no ser intrínseco falso
Se és ser sem arrependimento
Se és o importante a aparência
Se és regenerado por ti mesmo
Se és hipócrita no coração
não Me deleito

Natanael Melo